terça-feira, 31 de julho de 2007

Trova Medieval Feminista


Sou guerreira apaixonada,
Joana d´Arc doutras guerras,
de Amor é minha cruzada,
para mim é tudo ou nada,
quebrarei escudo e espada
por ter esse coração
que no castelo do peito
com tanto cuidado encerras.

És príncipe de olhos negros
recortados em veludo...
enredar-te em meus enredos,
partilhar os teus segredos,
para mim é nada ou tudo,
e é por causa dos teus medos
que te engano, que te iludo...

Vamos inverter a História,
pôr futuro no passado:
para mim a fama e glória,
serei a conquistadora,
serás tu o conquistado,
serei eu tua senhora,
tu meu escravo alforriado,
meus desejos, sem demora
atender, será teu fado...
- mas do fogo dos meus beijos
também ficarás marcado...

Princesas presas em torres
era o tema mais comum...
Hoje invertem-se os valores,
cavaleiros e senhores
de valor, não há nenhum...
com medo de sofrer dores,
paixões cegas, desamores,
de mulher apaixonada
fogem todos, um a um...


* * *

ASPÁSIA 98

9 comentários:

Aspásia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
irneh disse...

Está muito interessante, com bastante ritmo, mesmo ao estilo da poesia medieval. Gostei. Valeu a republicação!

Também gosto das tuas "Babelglotas".

Beijinhos!

sonhadora disse...

Linda Amiga

De férias , há poucos dias e já tenho saudades tuas. Muitassssss
Gostei muito do poema. Cantiga de amigo, de amor ou de escárnio e maldizer? Enquadra-se na poesia trovadoresca, ó minha dama nobre, brincalhona incorrígível.
Deixo-te beijinhos embrulhados em abraços, com muita ternura.

gasolina disse...

AH! CÁ TOU EU!
PENSAVA VOSSA SENHORÍA QUE EU HAVÍA DESPARECIDO DESTAS LIDES?

POIS QUE NÃO!
APENAS EM RECAUCHUTAGEM!

E AQUI CHEGO E LOGO ENCONTRO UMA TROVA! APRESSO-ME NA SUA LEITURA NÃO VÁ ESTA CONSUMIR-SE POR FORÇA DO ALERTA DE ABERTURA! AI QUE MEDO, SENHORA!
(OLHA ATÉ RIMEI!!!)

DE ROJO, DELEITADA EM TAL PALAVRA, SEJA AMOR OU DESAMOR, CONFESSO-ME EM SUA FANÁTICA, PORÉM SEM NENHUMA DOR!

(FIM DE CENA. ESTÁTICA. ESPERANDO QUE OS AJUDANTES CORRAM AS CORTINAS À MÃO. o MECANISMO DEMORA ALGUM TEMPO, TEM FALTA DE ÓLEO NAS ROLDANAS)

UM BEIJO!

PS: NOVO ENDEREÇO: GASOLINA.IS.CEGE@GMAIL.COM

MJ disse...

Boa tarde, linda! :-)

As saudades que estes poemas me trazem :-(
Belos tempos que dificilmente voltarão...

Beijo saudosista*

gasolina disse...

ASPÁSIA,

PASSO PARA TE DESEJAR ÓPTIMA SEMANA PARA TI E TEU PAI.

UM BEIJO DE AMIZADE!

Sophiamar disse...

Ora minha querida princesa presa na torre de cristal gostei de reler o poema. A menina é uma trovadora de truz.
A sua amiga grande, a amigona, quer saber como pode entrar nos seus salões.Por favor indique-lhe a entrada.
Beijinhos desta veraneante que está sem fôlego de tanto passear

Gasolina disse...

AMIGA!!!

RELI-TE!
MAS QUERO MAIS! A CULPADA ÉS TU! ELEVAS O NÍVEL E A MALTA APLAUDE!

:~D

DEIXO-TE BEIJOS! PARA TI, TEU PAI, PARA O SOL DOS VOSSOS DIAS!

Teresa David disse...

Belissimo, e este com uma vertente da qual sempre fiz bandeira, pois o poder feminino ainda hoje é tão mal entendido!
Bjs
TD