terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Im Memoriam - Teresa David



Teresa David

(2/2/1952 - 31/12/2010)




In Memoriam

Amiga, pois que partiste
e tão cedo nos deixaste,
o que me resta e subsiste
é lembrar-te neste triste
Inverno em que viajaste
para paisagens remotas,
para praias de silêncio,
para cidades ignotas,
que nem no mapa vêm rotas,
para lugar tão imenso.

 
Ficam-me no coração
teu riso cor de ternura,
teus olhos de tal expressão,
perscrutando com paixão,
quer a dor, quer a ventura
das gentes com que cruzavas
com quem às vezes trocavas
palavras cor de água pura.

 
Das viagens que fizeste,
das almas que cativaste,
memórias tu escreveste,
e num Livro nos deixaste,
e nos caminhos que andaste,
muitas fotos recolheste
registando o que encontraste,
para os Amigos que fizeste.

As artes manuais belas
não deixaste abandonadas,
pois pintaste em aguarelas
emoções desencontradas
ou paisagens com estrelas.
E das pedrinhas de cores,
unidas, formando adornos,
fizeste nascer, quais flores,
com mãos hábeis, criadoras,
jóias de belos contornos.

Já longe vais na viagem,
o arco-íris percorres,
estrelas levas na bagagem,
na alma levas coragem,
e para nós tua imagem
está viva – e tu não morres!


Da tua Amiga Leonor

3-1-2011

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Uma Classe que Voou...
(Conto de Minha Mãe)




Amigas/os

Passa hoje mais um aniversário natalício de minha Mãe, que, se ainda estivesse entre nós, completaria 89 anos de idade.

Tendo já assinalado este dia em anos precedentes dando algo a conhecer da sua história e publicando algum que outro poema ou texto – pois infelizmente ela destruiu a maioria deles – gostaria hoje de convosco partilhar uma pequena história, por ela escrita aquando da sua aposentação do Colégio Valsassina, em 1987.

Minha Mãe leccionou nesse Colégio como professora efectiva da então “4ª classe”, desde 1952 a 1987, com um intervalo de 3 anos devido ao meu nascimento em 1957. Mas já desde 1940 percorrera várias escolas, ensinando nomeadamente em pequenas aldeias alentejanas.

O ano passado aqui ficou um pequeno relato referindo-se às suas primeiras “lições”, dadas aos catorze anos, a uma pequenita de Estremoz, terra de onde minha Mãe era natural.

Este ano, aqui deixo mais um texto dos muito raros que dela me ficaram, e também dedicado aos seus queridos alunos – desta vez, os do Colégio Valsassina. Uma viagem imaginária, fantástica... uma classe inteira que "voou" nas asas do sonho de minha Mãe, quando teve de abandonar a "Aula" que foi a sua segunda casa durante quase cinquenta anos.




* * * * *


SONHO ou REALIDADE ?

“Uma classe que voou...”



...”Aquilo”, ali, estava mergulhado numa semi-obscuridade...
...Aos poucos se foram desenhando alguns contornos.


- Onde estava eu?
Por força tinha de estar na aula. Era aí o meu lugar de sempre! ...Mas... ah! - havia ali carteiras e das mais antigas...
Nelas, algumas silhuetas se desenhavam...


Tinham de ser dos meus alunos e também isto seria “por força”. Pois de quem mais poderiam ser?
Então era preciso começar a aula!


... Mas ... uma súbita mudança de nível nos sacudiu e surpreendeu. Então estávamos a levantar voo?!


- Tenho medo, murmurou uma vozinha de criança.


- Não sejas pateta! - lhe respondi. Parece-me que iremos fazer uma bonita viagem aérea...


Afinal, “aquilo” não era senão um esplêndido avião e nós estávamos numa sala com outros passageiros.
E todos se riam porque aquele amigo tivera receio de uma viagem assim... receio de uma viagem aérea!


... Lá, de cima, eu e a minha turma, podíamos observar a surpreendente beleza da superfície terrestre...
Era a verdura deslumbrante das relvas, e cor avermelhada dos arruamentos muito limpos serpenteando por entre jardins povoados de florinhas multicolores... mais ao longe , alguns aglomerados de casinhas muito brancas...


Tudo se ia esfumando numa bruma indefinida, não nos permitindo reflectir em pormenores que, certamente existiriam.
Bruscamente nova mudança de nível! Ai! Desta vez estávamos a descer vertiginosamente!


- Vamos aterrar? - perguntou alguém ao meu lado...


Houve apertos e encontrões mas todos riam. Riam, mesmo da cabeçada que eu dera, ali não sei onde e que me fizera apertar e cabeça entre as mãos!


A grande velocidade chegámos à Terra.



E sabem onde viemos aterrar?
Foi aqui, no Colégio Valsassina, e no “campo da bola”...
Não podia haver melhor lugar para as crianças ficarem e que felizes ficámos todos!


... Tudo tinha sido tão misterioso... Afinal estávamos num sítio seguro!

Este sonho levou-me a considerar que por vezes os sonhos poderão relacionar-se com factos reais.
Quanto a mim, concluo que, na realidade, houve uma classe que voou.
Voou a professora e logo voaram os alunos para a continuação da sua viagem.



Que a sua viagem real os conduza a bom porto e que, para todos eles, ela lhes seja tão profícua quanto o sentido da palavra possa sugerir.



Vocabulário “Fantástico”


Avião – sala de aula
Silhuetas - crianças (vultos)
Semi-obscuridade – indefinição do sonho
Apertos e encontrões – coisas que as crianças gostam de fazer...
Verdura com arruamentos – jardim da D.ª Marinela (Directora do Colégio nessa época)
Voo da Professora – foi-se embora...
Voo dos alunos – continuação das aulas com a nova Professora



Carlota/
( 1987 )








segunda-feira, 1 de junho de 2009

As Crianças e a Música

(Republicação modificada do meu Blog "A Flauta de Pã").


Sunrise, Sunset

Como hoje é o Dia da Criança, aqui está um post para miúdos e graúdos. Que melhor do que deixar falar oa mais pequenos, por exemplo sobre Música? Vejamos então algumas respostas dadas por meninas e meninos ingleses nas aulas de Música.

- Händel era enorme: era meio italiano, meio alemão e meio inglês.

- A Fuga mais maravilhosa foi protagonizada por índios a fugir de cowboys.

- Caruso começou por ser italiano; depois, alguém o ouviu cantar e disse que ele iria longe; por isso, partiu para a América.

- As palhetas do Clarinete são tão finas e frágeis que não servem para mais nada.

- A música cantada a duas vozes chama-se um duelo.

- O Xilofone é um instrumento muito usado, sobretudo para ilustrar o emprego da letra X nas aulas.

- Agnus Dei foi uma compositora famosa pela sua música sacra (esta é genial...)

E depois das opiniões musicais das crianças inglesas, vejam e mostrem aos mais pequenos este delicioso minivídeo dos PAGANINUS - Orquestra de Violinos do Conservatório de Setúbal (desligar previamente o player no início do post).

video

Balancé

Então para todos um óptimo Dia da Criança... sem esquecer, naturalmente, aquela que permanece em nós!

terça-feira, 26 de maio de 2009

***!!! BREAKING NEWS !!!***

***!!! BREAKING NEWS !!!***

***!!! NOTÍCIAS ESCAQUEIRANDO !!!***



INFORMAM-SE AS/OS INTERESSADOS PELO ESTADO DE SAÚDE DO MEU EX-CANINO, QUE O MESTRE DE SEM-CERIMÓNIAS FOI DE OPINIÃO QUE UM CANINO QUE ME FOI FIEL DURANTE QUASE 45 ANOS, É INDIGNO DE UM SIMPLES CONCERTO.

PROPÔS, ANTES, UMA COROAÇÃO NO ESPAÇO DEIXADO VAGO PELO INFELIZ EXTINTO, DE MODO A SEREM PARA SEMPRE RELEMBRADOS E CONTINUADOS OS ESFORÇADOS SERVIÇOS QUE ME PRESTOU DESDE A MINHA JÁ REMOTA 1ª INFÂNCIA!


APROVEM-SE, DEFIRAM-SE E CONSTAR SE FAÇAM ESTAS ESCAQUEIRANDAS NOVAS! (BREAKING NEWS)


A BEM DA REI-NAÇÃO!

ASPÁSIA PRU-DENTE DA CIRCUNSPECÇÃO CAUTELA

SUA FUTURA MAJESTADE D. π-CANINO II

(D. PICANINO II para quem não (se) viu Grego no Liceu:)

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Concerto de Dentadura

CARÍSSIMOS AMIGAS E AMIGOS DESTA ALDEIA BLOGAL E ARREDORES


VENHO POR ESTE MEIO PARTICIPAR, QUE, TENDO SIDO VÍTIMA RECENTEMENTE DE UMA QUEDA....... DE UM DENTE CANINO SUPERIOR DIREITO, SEREI AMANHÃ SUJEITA A UM DOLOROSO CONCERTO DE DENTADURA, MOMENTOSO EVENTO AO QUAL ESPERO SOBREVIVER MANTENDO INTACTA A MINHA I.....DENTIDADE!!!

ABAIXO PODEIS VER A SALA ONDE SE EFECTUARÁ O CONCERTO, E ONDE AMANHÃ ACTUAREI POR VOLTA DAS 16:00H, FICANDO A MESMA SITUADA NOS "ALENTOURS" DA QUINTA D´ALEMBERT.
ESTÃO TODOS CONVIDADOS PARA ESTE HETERODÔNTICO EVENTO PROTÉTICO-MUSICAL. QUEM JÁ FÔR "HABITUÉ" DESTAS LIDES, PODE LEVAR SOPAS DE LEITE PARA O LANCHE. TAMBÉM PODEM LEVAR OS VOSSOS CANINOS E FELINOS, POIS NÃO PAGAM BILHETE. POR OUTRO LADO, NÃO PODERÃO ENTRAR ESPECTADORES QUE TENHAM COMIDO DENTES DE ALHO AO ALMOÇO.

MAIS INFORMO QUE NA 2ª PARTE DESTE CONCERTO, O CONHECIDO "CROONER" CARLOS GARDOL INTERPRETARÁ "EL TANGO DEL DIENTE ARREGAÑADO", SOB O PATROCÍNIO DA PASTA WATERGATE.

LÁ OS ESPERO E ASSISTAM ENTÃO A UMA PEQUENA AMOSTRA DESTE CONCERTO, PARA LHES IR ABRINDO... A BOCA - DE RISO!




domingo, 3 de maio de 2009

Dia da Mãe 1960



O primeiro trabalho para o dia da Mãe, aos 3 anos, feito na Infantil do Colégio Valsassina, onde minha Mãe foi Professora da antiga 4ª classe, durante cerca de 40 anos.


sábado, 25 de abril de 2009

Defendamos
o Cravo de Abril !


Ó belo cravo de Abril,
querem fazer-te murchar.
Há para aí farsantes mil,
que só querem metal vil,
e a ti pretendem pisar.

Estes mandantes de agora,
sonegam a liberdade,
e andam pelo País fora
discursando a toda a hora,
mas não dizendo a verdade.

Foi há trinta e cinco anos
que nasceste entre canções.
Caíram por terra os planos
dos sequazes e tiranos
e abriram-se as prisões!

Eram tempos de alegria,
de dar as mãos e cantar
de pensar que a aleivosia,
a ganância e a cobardia
iam por fim terminar.

Mas que vemos hoje em dia?
Teus ideais espezinhados,
tristeza, melancolia,
desânimo e apatia,
nos pobres e desempregados.

Mas, cravo, não te amedrontes!
Ainda há, quem, sem temer,
por cidades, vilas, montes,
não esquece os horizontes
que tu abriste ao nascer!

Leonor 2009