terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Im Memoriam - Teresa David



Teresa David

(2/2/1952 - 31/12/2010)




In Memoriam

Amiga, pois que partiste
e tão cedo nos deixaste,
o que me resta e subsiste
é lembrar-te neste triste
Inverno em que viajaste
para paisagens remotas,
para praias de silêncio,
para cidades ignotas,
que nem no mapa vêm rotas,
para lugar tão imenso.

 
Ficam-me no coração
teu riso cor de ternura,
teus olhos de tal expressão,
perscrutando com paixão,
quer a dor, quer a ventura
das gentes com que cruzavas
com quem às vezes trocavas
palavras cor de água pura.

 
Das viagens que fizeste,
das almas que cativaste,
memórias tu escreveste,
e num Livro nos deixaste,
e nos caminhos que andaste,
muitas fotos recolheste
registando o que encontraste,
para os Amigos que fizeste.

As artes manuais belas
não deixaste abandonadas,
pois pintaste em aguarelas
emoções desencontradas
ou paisagens com estrelas.
E das pedrinhas de cores,
unidas, formando adornos,
fizeste nascer, quais flores,
com mãos hábeis, criadoras,
jóias de belos contornos.

Já longe vais na viagem,
o arco-íris percorres,
estrelas levas na bagagem,
na alma levas coragem,
e para nós tua imagem
está viva – e tu não morres!


Da tua Amiga Leonor

3-1-2011

6 comentários:

Minda disse...

Uma homenagem merecida.
Poesia para alguém que tanto amou a palavra escrita e tinha o dom de nos cativar com o sorriso que escondia nos lábios e com o qual entrelaçava cada verso.
Será assim, que recordarei sempre a Teresa.

Isamar disse...

Mais um poema lindíssimo como tu sabes fazer e uma homenagem a uma amiga, que tanto lutou pela vida. Fica-nos uma imagem de uma pessoa alegre, corajosa, amiga...
Beijinhos

Bem-hajas!

p.s. O Jorge reabriu o Sino depois de ter passado por um desgosto semelhante.

mariam disse...

ASPÁSIA,
BELA A TUA HOMENAGEM.

BEIJINHO
MARIAM

Cata- Vento disse...

Passei para te deixar um beijinho nesta tarde cinzenta e um pouco ventosa.

Bem-hajas, amiga!

Luma Rosa disse...

Meus sentimentos... :(

BRANCAMAR disse...

Resolvi dar uma voltinha pelos meus seguidores de há tanto tempo, para os quais infelizmente a disponibilidade tem sido muita. É bom voltar a espaços dos nossos primeiros momentos na blogosfera e tenho pena que este post tenha um motivo triste. De vez em quando vamos perdendo amigos por aqui, tem-me acontecido, mas espero que não seja por isso que encontro o teu sítio silencioso, porque todos precisam de ti. Compreendo que ao fim de poucos anos de andarmos por cá muitos momentos sejam de cansaço, eu própria tenho passado por isso, mas logo que possas aparece, ficaremos felizes por isso.

Beijinhos
Branca