segunda-feira, 16 de outubro de 2006

P A R A B É N S, JÚLIO MACHADO VAZ !!!

JMV 17 anos

... e só para provar que dos 17 aos 57 -- y 2 x 20 años son nada, que febril la mirada... -- não mudou assim tanto Avec le Temps!!! ;)), eis a famosa foto da brilhantina (blhêêc!) e fato domingueiro de que ontem falou n´ O Amor É... igualmente domingueiro !!!


Um óptimo dia,
pouca correria! (sua...)
Bastante folia... (nossa...)
pouca gritaria... (dos netos, claro...;))
e enorme alegria!!! (de todos!!!)

são os votos sinceros desta sua amiga, que, claro, aproveita (-se ;)), e bem, da ocasião, para lhe dar uma beijoca (chouuaaaaaaaaaaaccc)... Do fundo do coração!!!...

* A S P Á S I A *


JMV by Aspasia


This One´s from the Heart

TOM WAITS & CRYSTAL GAYLE

Tema principal
da Banda Sonora de One from the Heart (1982),
de Francis Ford Coppola.
Interpretação: Tom Waits e Crystal Gayle.

As you go out it's Independence Day;
But instead I'll just pour myself a drink.
It's got to be love, I've never felt this way.
Oh baby, this one's from the heart…

The shadows in the road look like a railroad track.
I wonder if he's (ever) really comin' back.
The moon's a yellow stain across the sky.
Oh baby, this one's from the heart…

(Maybe) And I'll go down to the corner and get a racin' form,
(But) And I should prob'ly wait here by the phone.
And the brakes need adjustment on the convertible
Oh baby, this one's from the heart…

The worm is climbin' the other color tree
Robin is back against the wall;
Pour myself a double sympathy
Oh baby, this one's from the heart…

Blondes, brunettes, and redheads put their hammer down
(To put ) don't pound a cold chisel thru my heart.
But they were nothin' but apostrophes.
Oh baby, this one's from the heart…

I can't tell, is that a siren or a saxophone?
But the roads get so slipp'ry (when it rains)
I love you more than all these words can ever say
Oh baby, this one's from the heart...

CD One from the Heart




P.S. - E agradeço do fundo do coração, pois foi graças a si que conheci este magnífico filme e respectiva banda sonora, já lá vão uns anitos!...

19 comentários:

moon disse...

Aspásia,

Inevitávelmente deixo eu aqui os meus parabéns!
Pelo bom gosto, pelo carinho, pela forma como presentou e mimou o professor (e o maralhal!). Bonita homenagem!

moon disse...

P.S. O homem aos dezassete era um estrondo! Quel Borracho!;)))))))))

Aspásia disse...

OOOOHHHHH MOOOOOONNNNNNN!!!!!

GRACIAAAAAAAS, GRAAAAAAACIASS!!!!

MAS O PROF. AOS 17 ERA UM BORRACHO????
QUE É LÁ ISSO???

AINDA É!!! ENTÃO NÃO VÊS QUE É DE PURA E INVICTA CASTA????

HUMMMM... HUMMMMM...

BJS PARA TI TAMBÉM ;))...

thorazine disse...

O filme não conheço...mas Tom Waits é um óptimo presente!!! ;)))))

Beijo prá dona do jardim!! ;)

moon disse...

Aspásia,

Pronto, É!!!
E, tu és um doce!
Abraço

Thorazine,
o filme é imperdível. O retrato real dos difíceis amores...
No fim o amor vence e mesmo a querida da Natasha Kinsky perde...

Aspásia disse...

OH MENINO THORAAAAAAAAAA!!!!!!

VÁ JÁ NESTE INSTANTIÇO AO EMULE DESCARREGAR O FILME!!! PARECE IMPOSSÍVEL!!!
PENSA QUE ESTOU ESQUECIDA DA DESCULPITA QUE ARREGLOU PARA NÃO ME MANDAR O RAR????????? ;))))

ESTES DISCÍPULOS ESTAM-ME CADA VEZ MAIS INSUBORDINADOS...

PUES YA LO VEREMOS QUIEN SE LLEVA LA MEJOR... O EL MEJOR, NUNCA SE SABE, POR DIÓS!!!!

Aspásia disse...

E PHÁXAVÔR DE TODA A MARALHA QUE AQUI VENHA BISBILHOTAR, PESPEGAR O RESPECTIVO COMMENT BAJULATÓRIO... SENÃO TEMOS O CALDO ENTORNADO, QU´EU NÃO ANDO AQUI A ESPHALPHAR-ME PRÓS BONECOS... CAPITO????

BEM, VOU À SESTA QUE JÁ VOS ESTOU A VER A TODOS EM SEXTUPLICADO...

BEHAVE...

MTC disse...

Muito bonito :)
Olhe, menina Aspásia, enquanto a menina está a fazer a sua siestita ando eu aqui a pesquisar e veja lá que encontrei este trailerzinho para poder mostrar às suas visitas parte do filme ;)

http://www.onefromtheheartmovie.com/trailer_large.html

Hum, Hum.... depois não diga que é só a menina a esfalfar-se.
É claro que a menina se esfalfou... ninguém duvida :)

Beijinhos e descanse :)

PS: Deixo só o endereço porque não consigo colocar o link. Aparece-me tag broken! Snif :(
Pronto, está bem, já sei que não me esfalfei o suficiente. ;)

thorazine disse...

Já está a sacar! :)))))))))
Ainda não arranjaste o winrar ou o winzip? Disseste que já não era preciso!! Se quiseres ja te arranjo! ;))

Lembraste de eu ter falado do meu bisavô, o republicano democrata? Bota os olhinhos numa foto dele de 1914 por volta da 1ª grande guerra (onde Portugal estupidamente participou com algumas campanhas em África): http://img214.imageshack.us/my.php?image=img001resizeow3.jpg

Ando nas experiências com a minha recente aquisição, uma multifunções!! Agora ninguém me para! :)))

thorazine disse...

Agora também já posso digitalizar as Nova gente! Psé!!!

thorazine disse...

Ahh..o Sr. Sargento é o da esquerda, o que têm as meis à jogador da bola!! ;))

Pamina disse...

Aspasia,
Este filme também é um dos que tenho no meu arquivo (não "pirateado", mas também não comprado). No outro dia vi na televisão a apresentação do DVD, não sei se também viste. Fiquei a saber que a menina que está sentada numa cadeira na cena da lavandaria é a Sofia Coppola em pequenina. Achei engraçado.

Quanto ao post, como já comentei no Murcon, só tu para descobrires esta foto:))). Não conhecia.

Bom descanso e um beijinho.

Lord of Erewhon disse...

Não há dúvida... o tempo leva... e dá.

P. S. Não o via tão meditativo-melancólico na juventude... Dá que pensar... o que, de facto, conduz o destino de alguém...

Poesia Portuguesa disse...

Como dizia a minha filhota aos 17 anos:

Ele era um "pitinho"... eheheh

Aproveito e deixo os Parabéns por este aniversário e um poema...

"No TEMPO em que festejavam o dia dos meus anos,
Eu era feliz e ninguém estava morto.
Na casa antiga, até eu fazer anos era uma tradição de há séculos,
E a alegria de todos, e a minha, estava certa com uma religião qualquer.

No TEMPO em que festejavam o dia dos meus anos,
Eu tinha a grande saúde de não perceber coisa nenhuma,
De ser inteligente para entre a família,
E de não ter as esperanças que os outros tinham por mim.
Quando vim a ter esperanças, já não sabia ter esperanças.
Quando vim a olhar para a vida, perdera o sentido da vida.

Sim, o que fui de suposto a mim-mesmo,
O que fui de coração e parentesco.
O que fui de serões de meia-província,
O que fui de amarem-me e eu ser menino,
O que fui — ai, meu Deus!, o que só hoje sei que fui...
A que distância!...
(Nem o acho...)
O tempo em que festejavam o dia dos meus anos!

O que eu sou hoje é como a umidade no corredor do fim da casa,
Pondo grelado nas paredes...
O que eu sou hoje (e a casa dos que me amaram treme através das minhas
lágrimas),
O que eu sou hoje é terem vendido a casa,
É terem morrido todos,
É estar eu sobrevivente a mim-mesmo como um fósforo frio...

No tempo em que festejavam o dia dos meus anos...
Que meu amor, como uma pessoa, esse tempo!
Desejo físico da alma de se encontrar ali outra vez,
Por uma viagem metafísica e carnal,
Com uma dualidade de eu para mim...
Comer o passado como pão de fome, sem tempo de manteiga nos dentes!

Vejo tudo outra vez com uma nitidez que me cega para o que há aqui...
A mesa posta com mais lugares, com melhores desenhos na loiça, com mais copos,
O aparador com muitas coisas — doces, frutas o resto na sombra debaixo do alçado —,
As tias velhas, os primos diferentes, e tudo era por minha causa,
No tempo em que festejavam o dia dos meus anos...

Pára, meu coração!
Não penses! Deixa o pensar na cabeça!
Ó meu Deus, meu Deus, meu Deus!
Hoje já não faço anos.
Duro.
Somam-se-me dias.
Serei velho quando o for.
Mais nada.
Raiva de não ter trazido o passado roubado na algibeira!...

O tempo em que festejavam o dia dos meus anos!..."

(Poema de Fernando Pessoa)


Um abraço carinhoso a ambos ;)

CasadaPonte disse...

Tal como pede e já há muito tinha vontade de o fazer (venho com algum frequência "bisbilhotar" este jardim, ou não fosse eu também amante da natureza)dou-lhe os meus Parabéns muito sinceros pela forma como escreve e pelo sentido de oportunidade nos comentários, bem como a cultura que neles revela. O carinho especial como trata o seu Pai, é revelador de uma boa formação e já agora que também andei a espreitar o percurso dele e fiquei a saber ser meu colega bancário,vai a minha homenagem por tão recheado "quintal" e os Parabéns também pela filha que tem.
(Espero merecer este carinho daqui a uns anos por parte dos meus filhos, hoje com 24 e 20 anos respectivamente!....)
Beijinho
M.Dores
www.casadapontedesaopedro.com

APC disse...

Belíssima homenagem parabenizante! lol Concordo que aos 17 seria um garoto muito querido, mas o charme ainda estava para vir... E para ficar! ;-)
Vou lá ao excelso tasco dar os parabéns também!
A ti, deixo beijinhos!:-)

MJ disse...

Bom dia, Aspásia

Mas que surpresa boa! Resolvi vir até ao teu jardim para tentar encontrar um raiozinho de sol, neste dia tão cinzento, e não é que me deparo com um tão belo exemplar de flor com 17 anos?!
Pela amostra, muitas deviam ser as borboletas em redor dele...

Beijo

APC disse...

Esqueci-me de me referir ao retrato a carvão... Lá arrenjei forma inconsciente de ter que cá voltar, foi o que foi. Reconhece-se tão bem, na sua pose de "pensador"!
:-)

Jofre Alves disse...

Bom de fim-de-semana, enquanto lá fora o vento sopra e a chuva cai, aqui a qualidade impera, neste interessante blogue.