sábado, 23 de dezembro de 2006

Mensagem de Natal


Sucedâneo de Natal

Gente que passa, contente, pelas ruas.
Afinal, é só uma vez no ano,
o Natal!
Não tem mal
luzes, cores e magia,
sucedâneos de alegria
fora do trivial.

Gente que corre, é urgente ir às compras
de Natal!
Com um casaco bem quente,
indiferente à outra gente
sentada, alheia, descrente…
que só sente
um frio glacial.

− Mãe... não podes, só este ano, dar-me
uma prenda de Natal?
− Não, meu filho, não podemos…
− Oh, Mãe!! Mas afinal, Jesus, o tal...
não era pobre, não nasceu num curral?
E teve três prendas! Não andou nada mal!
Então nós não temos,
também, direito a algo especial?
Os meninos ricos que nós vemos
recebem tantos brinquedos
no Natal!



Ai, Natal!... − só serias NATAL,
se fosses para todos, se fosses geral.
Assim não vale… és quase imoral.
És um Natal no condicional!
Mais pareces Carnaval…
Ou então, talvez apenas
“Sucedâneo de Natal”…

* * * * * * * * * *

7 comentários:

PAH, nã sei! disse...

Já sem palavras... Natal... a melhor prenda seria ter Paz...

Beijo doce

MJ disse...

Querida Leonor:

Bela a mensagem... mais belo ainda o poema.
És ímpar, miúda!

Um beijo enorme

wind disse...

Bonita mensagem, Bom Natal:)
beijos

CêTê disse...

Bom NataL para ti, "aspásia"!;)

Poesia Portuguesa disse...

Uma mensagem que deveria cair fundo em todos os corações, especialmente aqueles mais duros...

Um abraço carinhoso e Bom Natal

Menina_marota disse...

Todos os dias podem ser Natal, especialmente no nosso coração.

Um abraço carinhoso e que tenhas um Bom Natal e nada de sustos, 92 anos é uma linda idade e o teu Pai sabe a maravilhosa Filha que se sente que és...

É nestes dias que a Saudade implode...para quem já não tem Pais...

Um abraço carinhoso ;)

rouxinol de Bernardim disse...

Que este jardim esplendoroso continue a deixar florescer as flores da imaginação, da qualidade e do afecto!

FELIZ NATAL!