domingo, 24 de setembro de 2006

Autumn Leaves

Diana Krall
CopyLeftAspásia 99

The Autumn leaves
drift by my window,
The Autumn leaves
of red and gold

I see your lips,
the summer kisses,
The sun-burned hands
I used to hold.

But since you went away ,
the days grow long
And soon I´ll hear
old Winter´s song...

But I miss you most of all, my darling,
when Autumn leaves start to fall.

Folhas de Outono

11 comentários:

APC disse...

Hi, great aspasian artist!
Longe de saber estava eu, que também dominavas a pintura (I should have known better).
Logo pela expressão dos olhos se percebe quem é... Parabéns!
Um blog é muito pouco para permitir conhecer as tuas coisas (até porque não foi para isso que o criaste, I know, I know...); mas já sabes que por cá vou passando... Porque todas as vezes são muito boas!
Wish you a very nice red and gold autumn, with wealth & love!
:-)

Poesia Portuguesa disse...

Hoje o Poesia faz um ano.
Um ano inteiro dedicado à Poesia de autores de Blogues, em que tu és também participante.

Por isso o meu obrigada e o meu abraço ;)

Poderás ver a publicação nesta página:


http://portuguesapoesia.blogspot.com/2006_06_01_portuguesapoesia_archive.html

Frei Cecílio disse...

através das grades desta reclusão o roçar desse hino à estação que me atapete os passos no jardim de fins de tarde...

thorazine disse...

Adoro fotografar com a luz de outono, mas este ano tive azar. A minha modesta máquina meteu baixa.. :(

andorinha disse...

Olá!

Também desenhas?!!!
Como diz a apc, um blog não dá para conhecer todos os teus talentos.
Cada vez é com maior prazer que aqui venho, amiga.
Fica bem:)
Bjs.

Aspásia disse...

APC

Ó rapariga também não exageres! Sempre gostei de desenhar é verdade, tenho aí umas coisitas... sabes, no 5º ano do Filipa eu tive uma colega chamada Celeste que desenhava com uma facilidade espantosa, não timha mãos a medir pois todas lhe pedíamos desenhos... então comecei a ver como ela fazia, a copiar alguns desenhos dela e criei alguma facilidade... mas há anos que náo desenho, o tempo não dá para tudo... mas de facto, este da Diana Krall feito à vista da capa do CD, ficou bastante bom... e enfim, o modelo também é bom!

Fica bem amiga

Bjinhos ;))

Aspásia disse...

Poesia Portuguesa

Parabéns!
Gostei de me rever no teu recanto.

Bjs :))

Frei

Irmão, só pelo caminho pedregoso se atinge o zénite...

Bjs ;))

Aspásia disse...

Thora

Ó pequeno lá se vai então o teu biscate no 1000Imagens... vê lá se a levas a uma consulta de Fotomedicina...

Não te rares... digo, rales com o Rar, eu cá me arranjo...

Bjs ;))

Andorinha

Ultimamente pouco, mas é uma coisa que me dá muito prazer... assim como o prazer de te ter aqui.

Bjicos :))

thorazine disse...

Tenho de a levar ao médico. Mas a medicina robótica é cara..a ver vamos.

No início não gostei muito de Diana Krall. Só parei mesmo para apreciar quando a ouvi no album com Oscar Peterson (dos pianistas que conheço que admiro [tb não conheço mts]) e Stan Getz. Muito bom som .. :) Aquela entrada do piano sabe mesmo a Oscar Peterson [a sinestesia é um óptimo meio de apreciar música]!!

Beijos

PS- Parabéns pelo desenho. Só agora percebi que era teu..és "polivalente", estou a ver.. ;))))))

Ni disse...

Puxa que a menina é muito prendada!!!E que bem desenhado que está...não é uma mão qualquer que faz aquela expressão do olhar.
E depois o Outono é especial,aliás o que eu gosto mesmo é da mudança das estações...e já estava um bocadinho cansada dos calores...(não,não, ainda não são desses!!!)
Beijinhos.

Pamina disse...

Olá,

Um gosto em comum:).
A canção original "Les feuilles mortes", interpretada pelo Yves Montand, assim como o filme "Les portes de la nuit", onde ela aparece, são dos meus favoritos de sempre. Por acaso, também vi, há muitos anos, o filme americano com o mesmo nome da versão em inglês. Trata-se da história de um esquizofrénico.
Quanto a esta versão, embora completamente diferente, não desgosto. Também não desgosto da menina, mas talvez prefira a Jane Monheit. Depende das canções. A voz da Krall é mais sensual, a da Monheit mais límpida.

Um beijinho