quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

O que a gente teria perdido se eles não tivessem sido Compositores!...

Calculam o que alguns compositores também faziam... ou estavam para fazer? Não??? Então leiam!...



Hector Berlioz esteve para ser médico osteologista.

Heitor Villa-Lobos também queria ser médico. (Parece então que os Heitores têm tendência para a Medicina... vocês conhecem algum Dr. Heitor... que também componha?).

Débussy esteve para ser marinheiro (por isso, depois terá composto “O Mar”. Bela sublimação!).

Rimsky−Korsakov era Oficial de Marinha.

César Cui era engenheiro de fortificações militares.

Antonin Dvorak era para ser estalajadeiro e açougueiro, como seu pai queria, para continuar o negócio...

Arnold Schönberg foi bancário.

Charles Ives fui funcionário de Seguros.

Jan Sibelius estudou Direito.

Piotr Tschaikovsky trabalhava no Ministério da Justiça.

O pai de Dimitri Dimitrievich Shostakovich era engenheiro, também se chamava Dimitri, como se vê pelo 2º nome do filho... e trabalhou como assistente de Mendeleieff – o criador da Tabela Periódica dos Elementos – no Instituto de Pesos e Medidas de Moscovo... naturalmente esperava que o filho também o seguisse na Engenharia, além de o ter seguido no nome...




Bem, mas felizmente para nós, todos eles foram Compositores!

3 comentários:

amigona avó e a neta princesa disse...

Minha querida, pior do que a falta de tempo é quando a net avaria!!! Ah se eu fosse como o Bill Gates!!! Beijinhos querida!!! (ah e estava a brincar quanto ao Bill!!!)

gasolina disse...

Ainda bem!

Faz-me mais falta a musica que um talhante ou um funcionário de uma Seguradora!

BEIJINHOS!

pin gente disse...

não sei que diga do açougueiro!!!
cada machadada na carcaça...